Tailândia: dias 13 e 14 – relaxando em Ao Nang, Krabi e Railay

O sul da Tailândia é mundialmente famoso pelas suas praias e ilhas paradisíacas. A maior parte delas situa-se na costa de Andaman. A mais conhecida e que oferece maior infra-estrutura turística é Phuket, embora esta esteja ligada ao continente por um aterro. Contudo, aquela que tem as vistas mais fantásticas é a de Krabi. Este é o local ideal para quem procura algo que ainda não esteja tão descaracterizado pelo turismo em massa como Phuket e para quem deseja explorar os arredores e ilhas da região. Dali, é possível montar base para conhecer, por exemplo, o arquipélago das ilhas Phi Phi, cuja Maya Bay ficou eternizada na memória de todos pela rodagem do filme ‘A Praia’, com Leonardo di Caprio, e a baía de Phang-Nga, onde já decorreu também a ação de um dos filmes do 007. A maior praia de Krabi é Ao Nang Beach, que se trata na verdade de uma comprida faixa de areia com muitas ilhas e outras praias adjacentes. Foi aqui que decidi ficar para relaxar nos últimos dias de viagem pelo país. E esses dias bem que passaram a correr.

Depois de quase uma semana a explorar as regiões mais a noroeste da Tailândia (Chiang Mai e arredores e Chiang Rai), era tempo de rumar ao sul. De novo, optámos pela deslocação em avião utilizando os serviços da low-cost Air Ásia, da qual nada tenho a apontar. Aviões limpos, com interiores a reluzir, sem atrasos consideráveis, tripulações simpáticas e preço interessante, tendo em conta que estavam contempladas duas malas de porão. A descolagem de Chiang Mai foi bastante cedo pela manhã e a aterragem em Krabi foi realizada já após a hora do almoço, depois de uma escala no aeroporto doméstico de Bangkok. A deslocação do aeroporto até ao hotel escolhido, o ‘Krabi La Playa Resort’, foi feita em apenas meia hora. Para ler mais sobre o hotel, basta ler os comentários mais abaixo.

Interior de avião da Air Ásia
Durante o transfer para Krabi, em Bangkok
Entrada para o hotel
Piscina do hotel, vista do quarto

O resto do dia foi passado na piscina do hotel a relaxar, pura e simplesmente. Os dias anteriores tinham sido extenuantes. À noite, ainda assim, aproveitamos para conhecer um pouco de Ao Nang Beach e achámos o local já pouco tailandês, meio sem alma, e mais voltado para o turista. As parecenças com algumas ruas do Algarve, no sul de Portugal, não são um exagero. Muitas lojas de câmbio, pubs, restaurantes de fast food, hosteis, etc. Continuo ainda assim a preferir Ao Nang Beach a Phuket porque os relatos que me foram chegando desta última eram realmente muito maus.

Rua principal de Ao Nang Beach
Rua principal de Ao Nang Beach
Tuk-tuk’s na rua principal de Ao Nang Beach
Comida de rua na rua principal de Ao Nang Beach
Comida de rua na rua principal de Ao Nang Beach
Comida de rua na rua principal de Ao Nang Beach
Ao Nang Bech

Ainda nessa noite, fomos também até à vila de Krabi, centro da província com o mesmo nome que é considerada a mais bela de toda a Tailândia tendo em conta as numerosas ilhas paradisíacas que gravitam nas suas águas. Estão a ser ali já criadas algumas infra-estruturas turísticas dado que só agora a província se está a abrir cada vez mais ao turismo europeu. Dessa noite, destacaria o mercado noturno de Krabi pela quantidade de comida formidável oferecida a preços extremamente baixos. Os moluscos, marisco e panquecas confeccionadas ali mesmo eram uma delícia.

Mercado de rua em Krabi
Mercado de rua em Krabi
Panquecas de banana e Nutella

No dia seguinte, durante a manhã, fomos cedo para a praia de Ao Nang Beach, onde decidimos apanhar o long boat tail para conhecer a paradisíaca e relaxante Railay Beach. O acesso a esta praia só é feito por mar. Existem ali alguns hóteis pelo que era frequente estarmos a apanhar banhos de sol e ver turistas a descarregarem as suas malas gigantescas destes barcos com os seus próprios pés ainda dentro da água do mar.

A praia acabaria ainda assim por ser isso mesmo: relaxante, sossegada e sem grandes hordas de turistas. O sol estava magnífico e o mar era azul e transparente. Tal como sempre o tinha imaginado. A água tinha uma temperatura muito amena. E a paisagem envolvente era espectacular, dado que a praia fazia parte de uma bela baía toda ela rodeada por rochedos íngremes e falésias gigantes, repletas de vegetação muito cerrada. Ainda na praia, um pequeno mercado improvisado forneceram durante o dia a hidratação e a alimentação necessárias. Foram dois dias de férias utilizados somente para relaxar.

Barcos em Ao Nang Beach
Viagem entre Ao Nang Beach e Railay Beach
Viagem entre Ao Nang Beach e Railay Beach
Viagem entre Ao Nang Beach e Railay Beach
Chegada a Railay Beach
Railay Beach
Railay Beach
Walking Street na Railay Beach
Railay Beach
Railay Beach

Nessa segunda noite, optámos por comprar de antemão excursões que preencheriam os três dias seguintes no sul da Tailândia. No primeiro dia, iríamos visitar as ilhas Phi Phi. No segundo, iríamos descobrir a baía de Phang-Nga. No último, seria a vez de fazer snorkel nas Hong Islands. O relato combinado desses três dias virá para a semana aqui no Desporto: Viajar.

Sugestão de hotel:

Krabi La Playa Resort – O hotel está localizado a cerca de cinco minutos a pé das praias de Ao Nang Beach e de Hat Noppharat Thara, esta última parte de uma reserva nacional marinha e com a natureza ainda intacta. O hotel está classificado no Booking.com como sendo de 4 estrelas, pontuação que eu corroboro. Os quartos são espaçosos e cada um tem a sua própria varanda privativa. Com sorte, poderá ficar com um quarto com vista para a piscina.

Não há quartos com vista direta para o mar. A piscina exterior é relativamente grande e, nas suas proximidades, existe um bar, o restaurante do hotel, onde é tomado o pequeno-almoço, e tendas de massagem tradicional tailandesa. O hotel tem também um jardim muito bonito e bem-tratado com espécies orientais e exóticas. O wifi é gratuito. A construção em prédio do hotel fá-lo aproximar-se mais do género de hotel propriamente dito do que de um resort. A unidade hoteleira não funciona em regime de tudo incluído. À chegada, os funcionários dão uma bebida de boas-vindas aos hóspedes.

Pontuação do hotel: 7,5 em 10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *