Tailândia – informações a reter

As informações que vou dar a seguir concluem uma série de posts que coloquei aqui no site e que falam tintim por tintim de como foi a minha viagem à Tailândia. Uma viagem muito ansiada, muito planeada, muito adiada, mas que, enfim, saiu do papel. E o país e as suas gentes e paisagens corresponderam e excederam as minhas melhores expectativas. O país deixa imensa vontade de voltar e há um sem fim de locais ainda tão magníficos para explorar… É mesmo a terra dos sorrisos sem fim.

Como organizar uma viagem à Tailândia:

É muito fácil organizar uma viagem à Tailândia. O país é seguro e acessível a todos os tipos de viajantes, desde os que procuram os resort e os hotéis mais luxuosos, aos que não programam nada e andam com a mochila atrás. Não vale a pena ir por agência de viagem. Eu programei tudo em Portugal, mas fazendo eu próprio o meu itinerário. E nem é preciso visto de entrada no país, caso a sua permanência por lá seja inferior a 30 dias. Os hotéis marcados com antecedência no Booking, assim como as passagens de avião internacionais (com a Emirates) e domésticas (na Air Ásia).

Como chegar à Tailândia:

Há um sem fim de formas de chegar à Tailândia. De Portugal, infelizmente não há voos diretos para Bangkok pelo que teremos sempre de efectuar uma paragem a meio do caminho. Ou via Frankfurt, Munique, Londres, Paris, Helsínquia, Amesterdão, Zurique, Viena, entre outras. Optei por ir via Dubai com a Emirates. Hoje em dia, a Emirates e a Qatar Airways também já voam dos seus hubs diretamente para Phuket pelo que caso queira apenas praia, já nem precisa chegar à Tailândia através de Bangkok. A Qatar Airways inclusive já abriu a rota Doha-Chiang Mai, uma excelente opção para chegar ao país caso queira começar a explorá-lo a partir do Norte. Infelizmente a Qatar Airways ainda não voa de e para Lisboa pelo que na altura minha viagem não foi uma hipótese que considerasse.

Aeroporto de Suvarnabhumi em Bangkok, DR

Quando viajar:

A melhor altura para viajar é entre Novembro e Março, meses em que a humidade é mais baixa. O clima na Tailândia é predominantemente tropical. A humidade atmosférica é elevada principalmente em Bangkok. Os meses de Julho e Agosto são ao máximo de evitar porque é quando o turismo em massa europeu viaja para o país. Setembro e Outubro são igualmente meses a evitar, mas devido às chuvadas que se fazem sentir naquela região do globo. As chamadas monções são menos intensas do que noutras regiões do Sudeste Asiático.

Requisitos para entrar na Tailândia:

Não é necessário tirar visto caso chegue ao país de avião e fique menos de 30 dias. Caso chegue de carro, esse prazo diminui para 15 dias. As autoridades locais apenas poderão, à chegada, fazê-lo provar que tem os meios financeiros necessários para ali estar durante a estadia. Os passaportes devem ter validade superior a 6 meses.

Consulta do Viajante:

Como referi anteriormente o ideal é ir a uma consulta do viajante antes de ir para o Oriente. Especial alerta para as grávidas, uma vez que foram registados casos de vírus Zika no país, em 2016.

Línguas faladas:

A população local fala tailandês, mas nos grandes centros turísticos fala-se fluentemente inglês. Fora destes, as populações têm dificuldades em expressar-se em inglês. A língua tailandesa tem também o seu próprio alfabeto, completamente diferente do nosso.

Alfabeto tailandês, DR

Hora legal:

Na Tailândia, adiante o relógio 7 horas face ao horário português.

Condições de segurança:

Aconselha-se os turistas a respeitarem o luto de um ano, imposto até 13 de Outubro próximo, pelo falecimento do rei no ano passado. Existiram alguns atentados terroristas em 2016, sem vítimas portuguesas a registar, pelo que se pede atenção, especialmente em zonas de grande afluência turística. Nunca deve entregar o seu passaporte a ninguém. Atenção especial para as burlas praticadas pelos motoristas dos tuk tuk.

Visitas a locais budistas e adoração do rei:

A Tailândia é um país extremamente religioso e cioso da sua religião, o Budismo. Quando visitar um templo budista, um wat, certifique-se de que não fere susceptibilidades, optando por vestuário discreto que cubra ombros e braços. Não faça piadas com os monges ou figuras do Buda. Nas ruas, não faça nada diante da imagem do rei e da rainha que os locais possam considerar ofensivo. É punível por lei.

Anterior rei da Tailândia, DR

Conselhos de saúde e vacinação:

Na chegada ao país, os turistas terão de pagar às autoridades locais um seguro de saúde no valor de 20 USD, tenham ou não contratado um seguro de saúde internacional antes de viajarem. É aconselhável a vacinação contra as hepatites A e B. Deve munir-se de repelente para mosquitos especialmente se for para o norte do país. Têm sido registados alguns casos de dengue e picadas de vírus Zika.

Moeda local e sistema bancário:

A moeda local é o Baht. São aceites facilmente cartões de crédito (Visa, Mastercard) nos grandes centros urbanos e podem fazer-se levantamentos de moeda local, em multibanco. Fora das grandes cidades, o uso de cartões é mais limitado. Atenção às taxas cobradas pelo seu banco. Pode-se dar por vezes gorjetas pelo bom serviço prestado em hoteis, restaurantes, aos guias de turismo… A atitude é bem-vista pelo locais e bem aceite por estes.

Notas da Tailândia, Baht, DR

Transportes:

Existem boas ligações aéreas dentro do país, levadas a cabo pela Thai Airways, Air Asia, Bangkok Airways, etc. Bangkok tem dois aeroportos, o internacional e o doméstico, servido pelas low-costs asiáticas. A Tailândia tem ainda uma extensa rede de transportes ferroviários, mas como o país é enorme poderá perder imensos dias em deslocações. As estradas nos grandes centros urbanos são boas. Também há serviço de lanchas rápidas entre ilhas e entre estas e o continente em zonas turísticas como Phuket ou Krabi, na costa de Andaman. Em Bangkok há de tudo um pouco: uma extensa rede de ligações fluviais com uma série de ancoradouros ao longo do rio Phraya, metro de superfície, metro, tuk tuk, táxi, etc…

Skytrain em Bangkok, DR

Gastronomia:

A comida tailandesa anda nas bocas do mundo. Conquistou-o pela sua mistura exótica de salgados e doces, ácido e picantes, tudo no mesmo prato. Não deixe de experimentar o prático típico tailandês, o pad thai (noodles salteados em soja com carne, camarão ou vegetais e amendoins). Prove ainda o guay jub (sopa que tem na base noodles de arroz e porco), som tam (salada de mamão), satay (espetadinhas de porco com molho de amendoim) e o mango sticky rice (manga muito madura servida com arroz doce feito com leite de côco).

Mango Sticky Rice, DR

Locais a visitar:

Em Bangkok – a cidade velha (Templo do Buda Deitado – Wat Pho, Templo do Buda de Esmeralda – Wat Phra Kaew – e Grande Palácio, Templo do Amanhecer – Wat Arun, Museu Nacional, Khao San Road, Monumento à Democracia e Golden Mountain); Dusit (Government House, Wat Benchamabopit, Assembleia Nacional e Palácio Vimanmek); Chatuchak Weekend Market; Chinatown (Wat Traimit e Chinatown Gate), Jim Thompson House e centros comerciais em Siam Square;

Arredores de Bangkok mercado flutuante de Damnoen Saduak e a província de Kanchanaburi (ponte férrea sobre o rio Kwai, museus e cemitérios da 2.ª Guerra Mundial e Tiger Temple);

Ayutthaya, a antiga capital do reino da Tailândia;

Chiang Mai, a segunda cidade mais importante da Tailândia, com um sem fim de templos budistas;

Arredores de Chiang MaiDoi Suthep, Mae Sa, Mae Wang, Doi Inthanon, cascatas, campos de arroz, campos de elefantes e Pagoda do Rei e da Rainha;

Chiang Rai – White Temple e triângulo dourado do Mekong;

Krabi, Ao Nang Beach e Railay Beach, no sul do país (costa de Andaman);

Costa de Andaman – ilhas Phi Phi, Hong Islands e baía de Phang-Nga.

Número da Embaixada de Portugal em Bangkok:

00 66(0)22342123 (funciona 24 horas por dia)

Outros contactos:

  •  “Tourism Authority of Thailand” (TAT) dispõe de uma linha de emergência e informação (“hotline”), com atendimento permanente (24 horas) em língua inglesa, com o número 1672.
  • Departamento Polícia Turística (linha permanente e de emergência): 1155;
  • “Bangkok Metropolitan Call Centre”: 1555;
  • Número de emergência geral da Polícia: 191.
Mapa da Tailândia, DR

BOA VIAGEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *